• novcaminhos

Dicas para evitar acidentes domésticos com as crianças


A maioria dos acidentes envolvendo bebês e crianças acontecem, infelizmente, dentro de casa. É preciso tomar medidas para garantir a segurança dos pequenos em todos os cômodos da residência.

E não basta apenas usar protetores em tomadas. Uma série de ajustes devem ser feitos na rotina da família para que objetos e situações simples não representam riscos potenciais à vida da criança.

Preparamos algumas dicas, de acordo com o cômodo da casa:

No banheiro:

  • Use um dispositivo de segurança para manter a tampa da privada sempre fechada ou deixe a porta do banheiro trancada;

  • Nunca deixe a criança brincar com água, especialmente na banheira, sem supervisão;

  • Antes do banho, sempre teste a temperatura da água para evitar queimaduras;

  • Tranque o armário do banheiro. Medicamentos, vitaminas, antissépticos bucais e até o creme dental podem oferecer risco de intoxicação;

  • Lâminas de barbear, tesouras, fio dental, escovas de dente, grampos, prendedores, secadores e pranchas de cabelo devem ser mantidos longe do alcance das crianças;

  • Crianças que já tomam banho em pé, dentro do box, devem utilizar um tapete antiderrapante.

Na cozinha:

  • Prefira utilizar as bocas de trás do fogão e sempre vire os cabos das panelas para dentro;

  • Guarde sacos plásticos, fósforos, isqueiros, álcool, objetos de vidro, garfos, facas e cerâmica em um local que não possa ser alcançado pelas crianças;

  • Evite usar toalhas de mesa, que podem causar sérios acidentes caso a criança puxe o tecido;

  • Não manuseie travessas, pratos e panelas quentes com as crianças na cozinha;

  • Não manuseie o fogão com crianças no colo;

  • Nos armários baixos, prefira deixar objetos que sejam seguros, como os potes plásticos. Caso não seja possível, utilize travas de seguranças nas portas.

Na sala:

  • Tapetes devem ter revestimento antiderrapante;

  • Cuidado com pisos encerados, que oferecem risco de queda;

  • Instale portões de segurança no topo e na base de escadas. Caso seja aberta, também use uma rede;

  • Janelas, sacadas e mezaninos devem ter grades ou redes de proteção;

  • Esconda fios elétricos e proteja tomadas com tampas, fita isolante ou mude a configuração dos móveis;

  • Móveis que podem “tombar”, como cômodas estreitas, devem ser substituídos. O mesmo vale para eletrônicos, como TVs, que podem ser presas à parede;

  • Com bebês pequenos, sempre faça uma varredura pelo piso diariamente, em busca de botões, moedas, tachinhas ou qualquer objeto pequeno que possa ser engolido;

  • Evite cortinas e persianas com cordas, que trazem risco de estrangulamento;

  • Proteja as quinas dos móveis com protetores;

  • Mantenha cadeiras, sofá e outros móveis longe das janelas, para evitar que a criança os utilize como escada;

  • Retire dos móveis de apoio, como mesas e racks, qualquer objeto que possa machucar a criança em caso de queda, como porta-retratos de vidro e vasos.

No quarto:

  • Camas de crianças menores de seis anos devem ter uma proteção lateral;

  • Evite móveis e cama perto da janela;

  • Tampe todas as tomadas. Caso o quarto passe por uma reforma, antes da criança nascer, considere a instalação delas em uma altura mais alta;

  • Todos os móveis, enxoval e brinquedos no quarto da criança devem ter a certificação do INMETRO;

  • Use travas de segurança em portas de armários e na porta do quarto, para evitar que ela feche com a criança dentro;

  • Utilize um tapete antiderrapante e só deixe ao alcance da criança o que for próprio para a sua idade.

No quintal e área de serviço:

  • Mantenha baldes e bacias com água longe do alcance da criança;

  • Produtos de limpeza devem ser trancados em armários altos;

  • Mantenha suas embalagens originais, evitando guardar produtos em garrafas pet;

  • Certifique-se que as plantas não sejam venenosas e/ou tóxicas.

Na garagem:

  • Não é um local seguro para as crianças, por isso não permita que seja um ambiente de brincadeiras;

  • Ao manobrar o carro, tenha certeza que não há crianças por perto;

  • Mantenha as chaves e controles longe do alcance das crianças.

Na piscina:

  • Utilize cercas de 1,5 m de altura (no mínimo) para proteger as piscinas;

  • Nunca deixe a criança na piscina sem supervisão, mesmo que ela saiba nada;

  • Esvazie piscinas infantis após o uso.

#dicas #evitaracidentes #domésticos #crianças #cuidados

  • Branca Ícone Instagram

Contato

Telefone:

(13) 3251.5174

E-mail:

caminhos@escolanovoscaminhos.com.br

Localização:

Av. Senador Pinheiro Machado, 495 - Santos/SP.