• novcaminhos

5 dicas para controlar o uso de eletrônicos pelas crianças


Até meados da década de 1990, ser criança era sinônimo de subir em árvores, brincar de esconde-esconde, pular corda, amarelinha, gato mia… brincadeiras lúdicas que hoje disputam espaço com videogames e smartphones.

Com esse amadurecimento tecnológico precoce, os pais precisam equilibrar formas de incentivar brincadeiras de forma natural e diminuir o tempo de uso de eletrônicos.

1 - Seja o exemplo

Se os pais vivem com os olhos voltados para a tela do celular, como esperam que os filhos também não o façam? O exemplo vale muito mais do que as palavras.

Tenha em mente que as crianças são experts em perceber discursos e comportamentos incoerentes. Então não adianta pregar o desapego aos eletrônicos na infância se você não o pratica em seu dia a dia.

2 - Reserve um tempo para as crianças

As crianças precisam se sentir acolhidas em casa, para que aprendam a gostar de passar tempo brincando e conversando com os pais. Por isso, sempre reserve algum período do dia para dar atenção aos pequenos, sem as distrações de trabalho, tarefas de casa e, claro, do celular.

3 - Programe atividades ao ar livre e em família

Um piquenique, uma caminhada pelo parque favorito, aquela volta de bicicleta. É importante estimular o desenvolvimento da coordenação motora com atividades ao ar livre e que acabem despertando o prazer pelas brincadeiras sem eletrônicos.

Além disso, outros momentos em família também devem ser valorizados. As horas de almoço e de jantar, por exemplo, são momentos em que pais e filhos podem desfrutar da companhia um do outro.

4 - Especifique horários para o uso de eletrônicos

Seu filho pega o celular quando acorda e não tem hora para largar? Isso precisa mudar! Como não é possível ignorar que a Internet existe e que as crianças estão cada vez mais expostas a ela, os pais precisam assumir o controle. Uma forma de fazer isso sem ser radical é determinar horários para o uso dos aparelhos.

Por exemplo, uma hora por dia ao final da tarde, ou no início da noite. É claro que, à medida que ele for crescendo, terá programas preferidos e horários mais definidos de utilização, mas ainda assim é possível reduzir o tempo de uso dos eletrônicos na infância com a estipulação de horários.

5 - Encontre um equilíbrio entre o real e o virtual

Você sabia que até aproximadamente os dois anos, seu filho não saberá distinguir o virtual do real? Essa compreensão abstrata do mundo ainda está sendo construída em seu aparato cognitivo. Então, você deve estar sempre por perto para explicar a diferença de uma imagem e do mundo real. Não deixe a criança usando o celular sozinha!

Além disso, dê preferência a programas e passatempos que estimulem a interação, seja colorindo, montando, tocando em vez de apenas ficar apenas assistindo. Os eletrônicos na infância podem e devem ter um apelo educativo.

#aplicativoscrianças #controle #tecnologia #smartphones #crianças

  • Branca Ícone Instagram

Contato

Telefone:

(13) 3251.5174

E-mail:

caminhos@escolanovoscaminhos.com.br

Localização:

Av. Senador Pinheiro Machado, 495 - Santos/SP.